Justiça Executa Mandato de Busca e Apreensão no Grupo Pau-Oco

Dia 02 de outubro de 2012 foi ajuizada liminar de busca e apreensão, a pedido da coligação “Unidos Faremos Muito Mais” também conhecida como “grupo burguês”, contra Carlito Pereira da Costa, e seu vice João Eudes de Oliveira. A alegação do pedido se trata de investigação sobre a utilização da sociedade empresária “Arruda” como forma de distribuir gratuitamente brindes (bonés), vinculando Carlito a imagem da sua empresa à campanha de forma simulada.

















BIDVERTISER






O objetivo da liminar era BUSCAR E APREENDER todos os bonés da cor azul, silcados ou não com a marca “ARRUDA” no comitê, escritório da campanha, empresa Arruda Alimentos Ltda – CD e na casa de Carlito. O MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL foi favorável e sugeriu o endereço de Ruy Rodrigues Pereira “Irmão Rui” para que também houvesse busca e apreensão.

DE ACORDO A LIMINAR, É ANTIGO, QUE HÁ FORTES EVIDÊNCIAS NOS AUTOS QUE OS INVESTIGADOS ESTARIAM UTILIZANDO A EMPRESA PARA PROMOVER PROPAGANDA POLÍTICA IRREGULAR, ATRAVÉS DA DISTRIBUIÇÃO DE BONÉS QUE POSSAM PROPORCIONAR VANTAGEM AO ELEITOR.

De acordo Sargento Moura, na residência do líder do “grupo Pau-Oco” só foi encontrado um boné azul com a assinatura do ex-jogador Nonato.Carlito afirma que isso faz parte do processo democrático, onde a lei tem que ser respeitada, e a justiça fez o papel dela. De acordo o mesmo a polícia agiu de forma respeitosa. Sobre o boné o candidato disse que é da época da Ferarp. Escritório da campanha, não foi encontrado nada;No comitê, não foi apreendido nada;Na fábrica foram apreendidos 03 bonés;E uma informação preliminar, nos outros locais também não houve apreensão de material.

SGT Moura com Boné Apreendido

 

Obs: Matéria incompleta. Assim que acordar coloco os documentos.

 

O Guardião do Povo

About O Guardião do Povo

Autodidata, acadêmico, eterno estudante, eterno aprendiz inconformado com ignorância e corrupção.

View all posts by O Guardião do Povo →