Romário Silva mostra qual será a música de trabalho do seu novo CD | Tudo Super | Portal dedicado a combater a ignorância e corrupção.

Romário Silva mostra qual será a música de trabalho do seu novo CD

on out 28, 11 • by • with Comments

Romário Silva é cantor no estilo sertanejo universitário. Agora está lançando novo CD, que tem como música de trabalho: “céu nublado”. O CD possui composições próprias e de outros compositores, como: Eduardo Viana, Jariston Lima… “…dedico totalmente o meu trabalho ao senhor Jesus Cristo,...
Pin It

Home » Cultura, Musica » Romário Silva mostra qual será a música de trabalho do seu novo CD

Romário Silva é cantor no estilo sertanejo universitário. Agora está lançando novo CD, que tem como música de trabalho: “céu nublado”. O CD possui composições próprias e de outros compositores, como: Eduardo Viana, Jariston Lima…

ROMÁRIO SILVA

“…dedico totalmente o meu trabalho ao senhor Jesus Cristo, Ele que é e sempre será minha inspiração para tudo em minha vida… quero agradecer a Deus por todas essas bênçãos que vem do céu, agradecer minha família, meus amigos e a todos que estão me ajudando… quero agradecer meus amigos que estarão contando comigo nesse meu novo trabalho, meus amigos Roby & Roger e o Carlos Henrique & Daniel….e quero agradecer também por tudo a todos da Produtora s4 a todos do escritório de Ribeirão preto e meus amigos João Bosco & Vinicius, pelo apoio de sempre, e pra fechar quero deixar aqui o meu abraço a todos que torcem por mim, às pessoas que colocam em orações a minha carreira…. que Deus vos abençoe e ilumine sempre…” Romário Silva

Related Posts

Comentários

  1. Adriana disse:

    Gostei muito desse site!

  2. eu.com disse:

    Sr.promotor estamos esperando uma ação contra essas licitções de mentira. Todos sabem que não exisiu NENHUM evento esportivo no segundo semestre de 2011, simplismente porquê em Taiobeiras, ´ja fazem mais de 6 anos que todas as equipes de esporte esporte especializados acabaram. Convoque os poucos atletas que restaram na cidade e eles te dirão se participaram de algum evento esportivo nesse ano.

  3. admin admin disse:

    INFORMAÇÃO DOCE PARA NOSSOS LEITORES.

    Promotoria de Justiça Especializada em Crimes de Agentes Políticos Municipais (Prefeitos), situada a Avenida Álvares Cabral, 1740 – 5º andar – bairro Santo Agostinho- Belo Horizonte/MG, CEP: 30170-916 telefone (31) 3330.8360, e-mail: pjccap@mp.mg.gov.br

    OS SENHORES PREFEITOS E ETC… SERÃO DENUNCIADOS DIA 31/10/2011 NESSA INSTITUIÇÃO.

    PEÇO A TODOS QUE DENUNCIEM E LUTE POR UM MUNDO MELHOR.

    OBRIGADO.

    STANLEY COLOMBO – O GUARDIÃO DO POVO

    1. taio disse:

      Parabéns guardião!!!

  4. giva disse:

    Vereadores cassam o prefeito Capuchinho
    Com 6 votos contra 3, CPI da Câmara de São João apura nove denúncias e cassa mandato de Manoel Capuchinho
    SÃO JOÃO DO PARAÍSO – Sob forte esquema de segurança, a Câmara Municipal desta cidade votou, no dia 22 de outubro, o relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI, que apurou irregularidades dos três últimos prefeitos do município. Foram nove denúncias contra o atual prefeito Manoel Capuchinho, uma contra o ex-prefeito José de Sousa e outra contra o interino Roberto César.

    O plenário da Câmara ficou lotado e a Mesa Diretora decidiu instalar um telão na fachada do prédio para os moradores acompanharem a reunião. A iniciar o procedimento, o relator da Comissão, vereador Gilmar Caíres, leu as 40 páginas do relatório, destacando a apuração de cada denúncia. “Foi um trabalho árduo e muito difícil, pois o prefeito tentou atrapalhar, de todas as formas, a apuração das denúncias, inclusive impetrando quatro Mandados de Segurança na Justiça, mas sem êxito”, disse Gilmar.

    As denúncias foram feitas no último dia 28 de abril pelos cidadãos João da Rocha, trabalhador rural e Maurício Batista, funcionário público, sendo que o recebimento das denúncias foram aprovadas por unanimidade. Os cidadãos denunciaram o prefeito Manoel Capuchinho por sonegação de informações à Câmara, falta de médicos e dentistas no setor de Saúde, pagamentos de salários sem a prestação de serviços, pagamentos indevidos à fornecedores, pagamentos de alugueis à parente, compras superfaturadas e realização de leilão de veículos.

    O presidente da CPI, vereador Lerin Rocha, explicou que tudo foi feito com muita responsabilidade, sendo que os acusados tiveram amplo direito à defesa. “A apuração dos fatos não foi fácil, mas conseguimos fazer tudo de forma clara e responsável. Nossa parte foi feita com muita lisura”, disse Lerin.

    Ao colocar o relatório em votação, o vereador Francisco Rocha, popular França, presidente da Câmara, explicou que as apurações da CPI buscaram a verdade para o povo do município. “Não queremos cometer injustiças, por isso, os membros da CPI trabalharam muito para apresentar o relatório, que ficou muito bem explicado”, disse o presidente.

    Conforme o relatório da CPI, o prefeito Capuchinho deixou de prestar informações à Câmara diversas vezes, mesmo sendo solicitado por ofícios aprovados em plenário. Dentro os documentos requisitados pelos vereadores, destaque para a lista de servidores contratados, nomeações de secretários e contratos com a Construtora CAF. Como as informações não foram prestadas, a CPI considerou que o prefeito cometeu uma grave infração política administrativa, prevista no Decreto 201 de 1967 e na Lei Orgânica do município, culminando em sua cassação com seis votos a favor e 3 contra. “Ao invés de apresentar a documentação, o prefeito enviou um ofício atacando as administrações anteriores e fazendo duras críticas ao Poder Legislativo”, relatou o vereador Gilmar Caíres.

    Outra denúncia que resultou na cassação do prefeito foram os pagamentos de alugueis a sua irmã Silvia Andrade Capuchinho, fato que infringe o Artigo 92 da Lei Orgânica Municipal, que proíbe parentes de contratar com o Município. Já o Artigo 72, da mesma Lei, define o fato como infração política administrativa, sancionada com a perda do mandato. “A CPI provou o grau de parentesco e a existência do contrato de locação, inclusive com pagamento dos aluguéis”, disse o relator Mazinho.

    A cassação de Manoel Capuchinho foi aprovada pelos vereadores Adilson César, Francisco Rocha, Gilmar Caíres, Lerin Rocha, Roberto César e Vilma Lucas. Já os vereadores Edson Rodrigues, Farley Bandeira e Noé Rodrigues votaram contra todos os itens do relatório.

    Notícia Postada em 29/10/2011 por: Redação – Folha Regional

    http://www.jornalfr.com.br/index.php?pg=noticia&id=1171

    Quando teremos vereadores interessados em fiscalizar o executivo?? Parabens vereadores de São João

  5. celso disse:

    TEMOS QUE TER A RESPONSABILIDADE DE ESCOLHERMOS NOSSO ADMINISTRADOR, NÃO É HORA DE METER O PAU EM CARLITO OU O ESCOLHIDO DE DENERVAL, PRECISAMOS OUVIR AS PROPOSTAS E NÃO FICAR COM FANATISMO.

  6. Lucas disse:

    O menino ai, o Romario chamou bom! Gostei da chamadinha do garoto, legal, parabens e sucesso.

  7. Valdineia disse:

    Parabens Romario, vc canta muito, sem falar que vc e lindo. Sucesso, que Deus te ilumine. Obrigado Stanley por dar espaco para arte.

  8. Enganadores disse:

    Leandro responde isso:

    Uma estrutura em balanço de concreto armado precisa ser devidamente engastada numa outra estrutura estabilizada. As fotos mostram as vigas premoldadas do balanço sem a fixação apropriada na estrutura predial. A ferragem para trabalhar certo deve estar na parte superio do balanço, portanto, diferentemente da forma como foi executado.
    Acrescenta-se o fato de as vigas receberem uma sobrecarga devido paredes de contorno da laje em balanço, aumentando o risco de ruptura.
    O material utilizado não pode ser de baixa qualidade ou sem controle tecnico.
    È fundamental o envolvimento de todas as partes interessadas na construção para que os riscos sejam bem controlados e não venham a conprometer toda a obra.

    Te peguei na mentira. stanley leandro mentiu. todo mundo ta falando que vc não vai fazer nada pq carlito protege leandro e ele comprou você.
    pontual é protegida por carlito por isso mentiu para um monte de gente leiga. explica isso leandro. pergunta ele aí stanley, ou será que voce é aliado de carlito? eu sei que voce não é. ja conversamos pessoalmente, mas vc não sabe quem sou eu. engenheira, responde isso. apesar que ano que vem eu divide que vc esteja na pontual.

  9. taiobeiras disse:

    Vereadores que querem concorrer a prefeitura, respondam

    Folha Regional
    Por Alex Sandro Mendes

    As denúncias que colocam sob suspeita os processos licitatórios da Prefeitura de Taiobeiras não foram suficientes para mobilizar os vereadores. Mesmo contando com um Orçamento anual de R$ 1 milhão, os edis taiobeirenses não demonstram vontade de exercer a principal função do Poder Legislativo, que é fiscalizar o Executivo.

    Troca-se o comando da Mesa Diretora, mas os debates continuam sonolentos. Quem assiste as reuniões da Câmara fica com a impressão de que Taiobeiras não possui nenhum tipo de problema. Só pra informar: cada vereador de Taiobeiras custa R$ 9.300,00 por mês.

    E para piorar a situação, quando surge um grave problema em Taiobeiras, como as denúncias de fraudes em licitações, os vereadores fingem de mortos, como se nada estivesse acontecendo. O único que, pelo menos, questionou algum tipo de satisfação foi João Eudes, mas não obteve qualquer tipo de resposta, pois o presidente Danilo Rodrigues se preocupa apenas em proteger o “padrinho” prefeito Denerval. Para ele, é mais importante proteger Denerval do que dar explicações ao povo. Portanto, resta-me lembrá-lo que, seu papel é estimular o debate, a informação, o esclarecimento dos fatos, a fiscalização. Caso contrário, não é preciso do Legislativo.

    Para tentar amenizar o sentimento de inércia perante a população, os vereadores forjaram uma reuniãozinha, bem longe da Imprensa, com alguns secretários municipais e até publicaram no Informativo da Câmara. Algo mesquinho, maquiado. Uma verdadeira palhaçada! É como se o povo taiobeirense fosse idiota ao ponto de acreditar que tal reunião é um ato de fiscalização, de apuração.

    Conforme o Informativo, os edis taiobeirenses solicitaram do Poder Executivo esclarecimentos sobre as acusações. Mas, por incrível que pareça, o prefeito Denerval Germano, sequer, apareceu na reunião. Ele simplesmente deu uma “banana” para os vereadores, ignorando-os completamente. As “explicações” ficaram sob a responsabilidade de Carlos Roberto Ferreira, consultor do setor de licitações e Hélcio Alves de Sá, o popular Sula, presidente da comissão de licitações. Diante disso fica a pergunta: “Quando esses dois vão falar se tem algo errado? Carlos é primo de Denerval e Sula é pré-candidato a prefeito”. Resposta: NUNCA!!!

    Para passar mel (pra num falar outra coisa) na boca dos vereadores, os chefões da prefeitura, segundo o próprio Informativo da Câmara, destacaram que as licitações são objeto de maior transparência da Prefeitura e com a devida divulgação. Eles disseram também que toda a documentação é legal e os processos são abertos ao público, por isso, não configuram em favorecimentos.

    Mesmo diante de tamanha aberração, parece que os vereadores ficaram satisfeitos com o blá blá blá dos “cabeças” dos processos licitatórios. Seria cômico se não fosse trágico, pois as denúncias não questionam DOCUMENTOS e sim maracutaias para beneficiar correligionários, funcionários da própria prefeitura e parentes do prefeito. Ou será que os vereadores não leram as denúncias?

    Como os edis não tiveram a liberdade de perguntar, exigir respostas e até mesmo de investigar, levantei algumas questões que não foram e, pelo visto, não serão respondidas pelo prefeito Denerval, que até então se dizia o mais “santinho” dos prefeitos da história de Taiobeiras, mais, até mesmo, do que o lendário Isalino Miranda. Neste momento peço desculpa à família Miranda pela comparação.

    Seguem as perguntas ainda sem respostas:

    Como pode um funcionário da Divisão de Esportes ganhar uma licitação para promoção de Eventos Esportivos?

    O vencedor (Dida) disse que pediu exoneração antes da licitação, já o prefeito Denerval disse que o exonerou no ato da assinatura do contrato. Quem está mentindo?

    Para que R$ 135 mil para eventos esportivos no 2º semestre de 2011 se a cidade não tem nenhuma equipe esportiva no especializado e os eventos do futebol de campo aconteceram no 1º semestre?

    Faltam-se remédios, estradas, água na zona rural, então porque tanto dinheiro para eventos esportivos? Onde estão as equipes de vôlei, handebol, futsal e basquete para disputar estes eventos?

    Porque Dida transferiu a empresa para os nomes de sua esposa e irmã?

    Porque não houve concorrência e Dida ganhou sem nenhum tipo de problema?

    E o Hotel Taiobeiras? Como pode? Carlos Henrique é secretário municipal e “gerente voluntário” do hotel???

    Se Taiobeiras tem 8 hotéis, porque só Gilmara Cardoso, esposa de Carlos Henrique, compareceu na licitação?

    Como pode o Hotel Taiobeiras alugar um quarto de solteiro por R$ 88,00 se o preço de mercado é R$ 30,00?

    Qual a Lei que permite primos, tios, cunhados e companheiros políticos de Denerval vencer dezenas de licitações na Prefeitura de Taiobeiras?

    São esses os questionamentos que os vereadores de Taiobeiras precisam fazer. No mais, é pura balela para passar mel na boca do povo, assim como o Executivo passa na boca deles.

    Agora, resta saber o que será feito pelo Ministério Público, pois se depender dos vereadores, esses questionamentos continuarão sem respostas.

    *Alex Sandro é diretor do Jornal Folha Regional

    Notícia Postada em 04/10/2011 por: Alex Sandro Mendes
    Parabens Alex por sua Coragem

  10. Taiobeiras disse:

    Contra corrupção denunciar:
    Ouvidoria Geral do Estado: http://www.ouvidoriageral.mg.gov.br/fale-conosco
    TCU: http://portal2.tcu.gov.br/portal/page/portal/TCU/ouvidoria/sobre_ouvidoria

    Estanley bom dia, qual o numero do protocolo da denuncia que voce fez contra as licitações em Taiobeiras para acompanharmos, você esta acompanhando o andamento? tem algum resultado?
    Grato Taiobeiras

    1. admin admin disse:

      O número não posso te passar, venha aqui pessoalmente que te mostro. Como você sabe o manifesto gera um número e senha. para qualquer pessoa acompanhar ou mesmo RETIRAR o manifesto, ela precisa do número e consequentemente a senha. Se eu divulgar aqui você sabe que em pouco tempo a denúncia seria retirada pelas pessoas que estão envolvidas.

      STANLEY COLOMBO – O GUARDIÃO DO POVO

Scroll to top